clipping

Fique por dentro das notícias do mercado.

CLIPPING

NOTÍCIAS

Fique por dentro das notícias do mercado!
Insira aqui o seu e-mail e receba diariamente nosso clipping:

Henkel oferece tecnologia adesiva avançada para garrafas retornáveis

Solução Aquence XP 1190 é resistente à umidade e baixas temperaturas, mas facilmente removível pela indústria

A indústria de bebidas tem apostado em garrafas de vidro retornáveis para cervejas. Segundo o Sistema de Controle de Produção de Bebidas (Sicobe), 51% do total de cervejas comercializadas no país são envasadas em embalagens reutilizáveis. Para que esse processo seja eficaz, a escolha do adesivo para rótulo é essencial e a Henkel foi pioneira no desenvolvimento de tecnologia adesiva voltada para garrafas retornáveis.

O Aquence XP 1190 foi o primeiro produto no mercado brasileiro capaz de manter o rótulo por até 30 dias em um balde de gelo, ao mesmo tempo em que permite sua remoção com facilidade quando em contato com uma solução alcalina com água a 80oC.

Essa demanda por uma tecnologia adesiva mais avançada ocorre porque no Brasil, a logística reversa dos cascos de cerveja é compartilhada pelas cervejarias. Dessa maneira, bares e supermercados retornam as garrafas compradas, sem a divisão marca a marca. Isto é, o rótulo da cerveja A pode voltar ao mercado contendo a marca B.

Por esse motivo, o adesivo do rótulo tem um papel muito mais importante do que apenas colar. Ele precisa resistir ao teste IWR (Ice Water Resistance) que simula as condições de um balde de gelo, ter um ciclo de vida de meses, ao mesmo tempo em que precisa ser lavável para ser reutilizado por outra cervejaria.

A tecnologia Henkel garante ainda alta produtividade e um ótimo rendimento, tendo sido possível saltar da quantidade de 30g de adesivo por hectolitro, para apenas 10g necessárias para a mesma quantidade de envase.

Outro benefício dos produtos Henkel é a substituição do uso da caseína, substância derivada de leite bovino, para uma fórmula sintética do adesivo. Com a mudança, pode-se garantir uma secagem rápida. Além disso, proporciona melhor estabilidade, menos sujeira na máquina e custo mais baixo, já que sua fórmula não está mais atrelada às flutuações do mercado pecuário.

Graças a esses diferenciais, as cervejarias podem ter mais criatividade no layout de seus rótulos, com impressões vibrantes e formato no-label look, adesivos transparentes que geram a ilusão de que a impressão foi feita na própria garrafa.

Sobre a Henkel

A Henkel opera no mundo todo com um portfólio diversificado. A companhia é líder em três unidades de negócios nas áreas industriais e de bens de consumo devido às suas marcas fortes, inovações e tecnologias. A unidade de Adhesives Technologies é líder global no mercado para todos os segmentos industriais. Em suas unidades de Laundry & Home Care e Beauty Care, a Henkel está na liderança em muitos mercados e categorias. Fundada em 1876, a Henkel tem uma história de mais de 140 anos de sucesso. Em 2016, Henkel declarou vendas de € 18,7 bilhões e lucro operacional ajustado de € 3,2 bilhões. As vendas das três principais marcas de cada unidade de negócios  – Loctite, Schwarzkopf e Persil – somam mais de  € 6 bilhões. A empresa emprega mais de 50 mil pessoas – um time apaixonado e diverso, unido por uma forte cultura corporativa, um propósito comum de criar um negócio sustentável e valores compartilhados. Reconhecida como líder em sustentabilidade, a Henkel figura entre as mais altas posições em muitos índices e rankings internacionais. As ações preferencias da empresa estão listadas no índice DAX da bolsa de valores alemã.

Para mais informação sobre a companhia, acesse www.henkel.com

Sobre a Henkel Brasil

A Henkel está no Brasil há 61 anos e atua nas áreas de Adesivos, Selantes e Tratamento de Superfícies e Beauty Care, com principais marcas como Cascola, Loctite, Pritt e Schwarzkopf Professional.  A Henkel Brasil conta com mais de 950 profissionais distribuídos nas plantas de Diadema, Itapevi e Jundiaí, além de um Centro de Distribuição em Jundiaí, um escritório central na Lapa e uma ASK Academy localizada na Avenida Paulista, em São Paulo.

Fonte: CDN Comuniação

Kibon lança novos sabores para o verão 2018

Estadao Conteudo: Joyce Rouvier
Publicação: 16-01-2018, 07:00

Kibon, a marca do coração, está pronta para a chegada do verão 2018! Há cinco inovações criadas para esta estação, tão esperada pelos brasileiros. As novidades são nas linhas Magnum, Clássicos, Fruttare e Potes.A Linha Magnum celebra a chegada do verão com o Magnum Red Velvet. Inspirado no bolo Red Velvet que se tornou a maior tendência das confeitarias, é um sorvete de morango misturado com sorvete de chantilly envoltos pelo famoso e delicioso chocolate branco belga da marca.

Na Linha Clássicos, a novidade é Eskibon Caramelo. Marca ícone de Kibon, com o único sorvete em barra do mercado, atualmente com duas versões, o Classico Eskibon, e Eskibon Chocobar, apresenta a novidade deste verão, o sorvete em barra recheado, Eskibon Caramelo. Um sorvete sabor caramelo, recheio de doce de leite e cobertura de chocolate. Já Fruttare é sinônimo de fruta de verdade, por isso a marca apresenta sua nova linha Fruttare Muita Fruta. Os novos picolés são feitos com poucos ingredientes e muita fruta, como o Fruttare Morango feito com seis morangos eFruttare Manga, elaborado com meia manga.

Na linha de Potes, o lançamento é Cremosíssimo 4 em 1, que reúne os quatro sabores mais presentes na mesa do brasileiro: creme, morango, chocolate e flocos. Feito com base de leite oferece uma cremosidade sem igual! Disponível em todo o País na versão 2L. Outra novidade é que toda linha Cremosíssimo está de cara nova. Além das novas embalagens que reforçam o sabor e a cremosidade reconhecidos e valorizados por seus consumidores, a Kibon atendeu aos pedidos de milhares de fãs e deixou seu pote translúcido para facilitar a identificação do sabor do sorvete ou de outros alimentos que possam ser armazenados quando reutilizadas as embalagens.

Referência:

https://newtrade.com.br/lancamentos/kibon-lanca-novos-sabores-para-o-verao-2018/

Rochinha apresenta ao mercado seus lançamentos de verão

Empresa reforça posicionamento de que proporciona sorvetes de fruta de verdade
por ALISSON FERNÁNDEZ
publicado em 16 de janeiro, 2018 – 08:00

Para o verão 2018, a marca de sorvetes Rochinha aposta em produtos que exaltam a saúde com os sabores de Pitaya (vegano), Whey Protein Banana com Canela, Moranguinho, Coco com Doce de Leite, e Pink Limonade (em parceria com a Natural One e opção vegana e zero adição de açúcar). Além disso, a marca disponibiliza no mercado mais opções veganas como: Goiaba, Groselha, Jabuticaba eMelancia, que receberam o selo da SVB (Sociedade Vegetariana Brasileira).
DivulgaçãoTendência atual do setor sorveteiro leva em conta a saudabilidade

Os picolés foram desenvolvidos com base em estudos de mercado e pesquisas com consumidores, que indicaram a preferência de produtos e sabores que esperam da marca. Segundo o CEO da Sorvetes Rochinha, Lupercio Moraes, a tendência atual do setor sorveteiro leva em conta a saudabilidade e os novos nichos de consumo, como o fitness e o vegano, que crescem em ritmo acelerado. “A Rochinha sempre foi reconhecida como uma opção saudável para as crianças, para os adultos, aos intolerantes a algum tipo de alimento, do perfil fitness e também dos vegetarianos e veganos. Justamente porque oferece fruta de verdade, com baixas calorias e sem adição de conservantes em seus produtos”, explica.

Moraes também ressalta que o novo portfólio faz parte de um processo de reposicionamento da marca. “Hoje, reconhecemos esse papel importante de empresa que pensa em todos os públicos e, por isso, optamos por manter o tradicional com o sabor brasileiro, mas com opções para todos os estilos de vida, seguindo uma tendência mundial de procura pelo gostoso e saudável, mas também sem deixar os mais calóricos para quem preferir. Aqui todo consumidor tem uma escolha com base no seu estilo e momento de vida. O que todos procuram sempre é sorvete gostoso e isso temos há mais de 30 anos.”, reforça o executivo.

Miski lança cardápio de verão com muitas novidades. Entre os lançamentos têm sorvete de Danoninho, milkshakes novos e bebidas com picolés

16/01/2018 Sabores e Culinária

A Miski acaba de lançar o novo cardápio da sorveteria recheado de opções para o verão. A marca ficou conhecida pelas taças de sorvete e sobremesas “instagramáveis”– aquelas que são tão atrativas aos olhos que fica impossível não garantir uma foto para postar nas redes sociais!

A decoração ultra colorida e com muitos toppings é a marca registrada da Miski que abusa dos sabores queridinhos das formigas de plantão em suas receitas. Kinder, Oreo e Kit Kat são apenas alguns dos ingredientes que fazem parte dos mais de 60 produtos do cardápio que ainda conta com sugestões salgadas.

O sorvete por exemplo é de produção própria e artesanal, livre de gordura trans. Entre os novos sabores vale destacar: Danoninho, doce de leite e iogurte com amarena.

Entre as taças, o Brinde de Paçoca promete fazer sucesso entre os amantes de doce de leite feita com sorvete de doce de leite e paçoca (R$20).

Entre os cafés especiais, o Affogato é destaque: feito com café espresso Illy, sorvete de creme e casquinha de sorvete recheada com nutella (R$12).

Os milkshakes são outra grande atração da Miski e para o verão 2018 a novidade é o Shake Azedinho com sorvete de danoninho batido com leite, Nutella, chocoball, casquinha de sorvete e bala de gelatina cítrica (R$25).

“Nós sempre apresentamos dois cardápios anuais para priorzarmos a sazonalidade dos ingredientes e atender pedidos dos clientes. Para esse verão são 30 novos produtos!” comenta a proprietária Caroline De Carli.

São novidades também os sucos naturais energia, verão e bronze, esse último com mamão, cenoura e laranja. Já a Pink Limonada, bebida queridinha entre os clientes ganha novos sabores (coco e melão) além dos tradicionais maça verde, melancia e morango. Novas opções de saladinhas, sanduíches e opções vegetarianas completam o menu.

Sobre a Miski:

Caroline De Carli e Ibrahim Salama são o casal a frente da Miski – sorveteria e cafeteria que nasceu na região metropolitana e hoje é referência em sobremesas super decoradas e cheias de apetrechos doces como taças, milkshakes e cafés especiais.

Há dois anos era inaugurada a loja de São Leopoldo. Menos de um ano depois era a vez de Porto Alegre receber a unidade da Miski na Padre Chagas. Neste mês Caxias do Sul abre as portas da sexta loja da marca e quarta no sistema de franquia.

Em 2018, Santa Catarina abrigará a primeira operação fora do Estado e a previsão de expansão nacional é audaciosa: os proprietários pretendem inaugurar 12 novas lojas somente no ano que vem, totalizando quase 20 operações da Miski espalhadas pelo Brasil.

PROTESTE pede ao CONAR alteração no rótulo do tempero português da marca Figueira da Foz, por induzir o consumidor ao erro

A informação de que o produto se trata de "tempero português" consta na embalagem em letras com cores ofuscadas

A PROTESTE, Associação de Consumidores, constatou que a marca Figueira da Foz alterou a embalagem de seu produto, inserindo a informação “tempero português” em letras miúdas e em destaque a palavra azeite extravirgem, só que o azeite de oliva é apenas um dos ingredientes presentes nesse produto.

No ano passado, a PROTESTE fez uma denúncia sobre o fabricante aos órgãos fiscalizadores porque seu produto trazia indícios da adição de outros óleos vegetais. Ele alterou o rótulo, inserindo a informação “tempero português”, só que em uma embalagem muito semelhante à de azeites.

A informação de que o produto se trata de “tempero português” consta na embalagem em letras com cores ofuscadas. Portanto, nota-se que o enfoque das informações foi propositalmente distorcido de forma a induzir o consumidor a erro para que este adquira o produto acreditando ser um legítimo azeite de oliva extravirgem.

Além disso, a legislação do Ministério da Agricultura nem sequer reconhece a existência do produto “tempero de azeite de oliva extravirgem”, ou seja, a embalagem deve ser reformulada também nesse ponto. O certo é que o produto seja rotulado como “óleo misto ou composto com especiarias”, seguido dos nomes comuns das espécies vegetais utilizadas, e traga a informação sobre o percentual de azeite de oliva que compõe a mistura.

Tal prática afeta inúmeras pessoas, tanto as que adquirem o produto como aquelas que simplesmente o visualizam na gôndola, portanto, observa-se que há uma infração a coletividade de consumidores.

Nota-se claramente a má-fé do fabricante. E, embora essa alteração de rotulagem tenha sido fruto de um trabalho intenso da PROTESTE, não deve ser conclusiva, já que a rotulagem ainda é insatisfatória, ferindo as normas técnicas e o direito do consumidor. Por esse motivo, a PROTESTE solicita ao Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) que exija, junto ao fabricante, a alteração novamente do rótulo.

A PROTESTE continuará lutando para que os produtos sejam realmente o que dizem ser em seus rótulos e tenham padrões de qualidade, ou seja, que as marcas ofereçam para os consumidores nada menos que o seu melhor.

Teste com azeites PROTESTE:

O teste de azeites já foi realizado 7 vezes pela PROTESTE. Todos por laboratórios credenciados pelo MAPA (Ministério da Agricultura) e pelo COI (Conselho Oleícola Internacional) e que, portanto, seguem as metodologias e os parâmetros estabelecidos pelas legislações aplicáveis.

Em seu último teste, realizado no final do ano passado, foram avaliadas as marcas: Allegro, Andorinha, Beirão, Borgel, Borges, Broto Legal, Carbonell, Cardeal, Carrefour Discount, Cocinero, Do Chefe, Filippo Berio, Gallo, La Española, La Violetera, Lisboa, Malaguenza, Maria, Mondegão, Olitália, O-Live, Qualitá, Renata Superiore, Serrata, Taeq, Terrano, Tordesilhas, Tradição Brasileira e Vilaflor. Confira a pesquisa completa no site www.proteste.org.br

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Proteste – Associação de Defesa do Consumidor
Sabrina Assis: SPereira@proteste.org,br / imprensa@proteste.org.br
Telefones.: (11) 5085-3590 / 5085-3595/ (11) 9 7244-9932

Alimentos mais caros pressionam inflação ao consumidor em janeiro

Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) avançou 0,79% em janeiro, o que representa desaceleração em relação ao aumento de 0,90% registrado em dezembro passado
Por Estadão Conteúdo 16 de Janeiro de 2018 às 08:47

| Agência de notícias do Grupo Estado

Os dados, divulgados nesta terça-feira (16/01), são da Fundação Getulio Vargas (FGV).

No caso dos três indicadores que compõem o IGP-10 de janeiro, os preços no atacado medidos pelo IPA-10 tiveram alta de 1,06% no mês, ante uma elevação de 1,22% em dezembro.

Os preços ao consumidor verificados pelo IPC-10 apresentaram crescimento de 0,36%, após alta de 0,29% em dezembro. Já o INCC-10, que mede os preços da construção civil, teve aumento de 0,08% em janeiro, depois de um avanço de 0,30% no mês anterior.

O IGP-10 acumulou um aumento de 0,79% no ano. A taxa em 12 meses ficou negativa em 0,51%. O período de coleta de preços para o indicador de janeiro foi do dia 11 de dezembro a 10 deste mês. O IGP-DI, que apurou preços do dia 1º a 31 do mês passado, subiu 0,74%.

Os alimentos ficaram mais caros no varejo, pressionando a inflação ao consumidor no Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) de janeiro.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC-10) teve elevação de 0,36% em janeiro, após um avanço de 0,29% em dezembro.

Cinco das oito classes de despesa registraram taxas de variação maiores, com destaque para o grupo Alimentação, que passou de uma queda de 0,16% em dezembro para aumento de 0,66% em janeiro, sob influência de itens como hortaliças e legumes, que saiu de -3,90% para 5,78% no período.

Os demais acréscimos ocorreram em Transportes (de 0,68% para 0,85%), Comunicação (de -0,22% para 0,20%), Despesas Diversas (de 0,13% para 0,19%) e Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,36% para 0,41%).

Houve impacto dos itens tarifa de ônibus urbano (de -1,53% para 0,59%), tarifa de telefone residencial (de -2,87% para 0,01%), alimentos para animais domésticos (de 0,14% para 2,50%) e protetores para a pele (de -2,95% para -1,10%), respectivamente.

Na direção oposta, as taxas foram menores nos grupos Habitação (de 0,38% para -0,23%), Vestuário (de 0,44% para -0,27%) e Educação, Leitura e Recreação (de 0,74% para 0,65%), com contribuição dos itens tarifa de eletricidade residencial (de 1,16% para -2,46%), roupas (de 0,38% para -0,50%) e passagem aérea (de 13,54% para -6,30%).

Jasmine lança Granolas Zero Açúcar em três sabores

Produtos chegam ao mercado em janeiro e são adoçados com stévia natural

Com o objetivo de expandir o portfólio e oferecer mais opções ao consumidor, a pioneira no mercado de alimentos saudáveis, Jasmine, relança 2 sabores de granola e mais uma novidade. Dessa vez, a novidade é na categoria Zero Açúcar. Os relançamentos são os sabores: Frutas Tropicais e Superfrutas, presentes anteriormente no portfolio Diet, agora retrabalhadas e muito mais saborosas. E o lançamento de um novo sabor para a categoria de granolas zero açúcar,  Amendoim e Alfarroba. Os produtos são adoçados com stévia natural, uma planta nativa da América do Sul, e recebem o selo vegano, que confirma a ausência de leite, ovos e derivados.

As Granolas Zero Açúcar Jasmine estão disponíveis em deliciosos mixes de castanhas, frutas, flocos de aveia, e grãos trazendo diversas combinações de texturas e sabores.

A de Frutas Tropicais é feita com chia, que auxilia na redução de peso, oferece energia e saciedade. A Superfrutas é composta por frutas que contribuem para a saudabilidade do organismo, favorecendo o aumento da imunidade e prevenção de doenças. Por fim a de Amendoim e Alfarroba possui o benefício do amendoim, que é rico em vitaminas e minerais e não contém colesterol e a alfarroba utilizada para substituir o cacau, possui baixo teor de gordura e açúcares naturais.

Para Jean-Baptiste Cordon, CEO da Jasmine, mais do que nunca é importante apresentar ao consumidor soluções para necessidades, especialmente quando se trata de redução de açúcar. “A Jasmine busca, por meio dos alimentos, transformar vidas e a categoria Zero Açúcar é um exemplo muito palpável disso. Trazer variedades para pessoas com restrições ou que desejam cortar certos alimentos da dieta é uma meta interna muito clara e estabelecida.

As novidades estão disponíveis no tamanho de 250g e pelo preço sugerido de R$8,50.

Categorias Jasmine

Recentemente a Jasmine lançou sua nova identidade visual que segue um color code dividido por categoria de produto: vermelho para integrais, verde para orgânicos, azul para zero açúcar e roxo para sem glúten.

As alterações na identidade visual e de embalagem além das constantes inovações no portfólio são os primeiros passos para uma transformação, que seguirá também para os pontos de venda e em toda  comunicação da empresa.

Sobre a Jasmine

Há quase 30 anos no mercado, a Jasmine acredita no poder da alimentação para transformar vidas. Nasceu em 1990 como uma opção nutritiva e responsável na mesa das famílias, com produtos inovadores e de muita qualidade. Desde 2014 faz parte do grupo Nutrition&Santé, líder em alimentação saudável no mercado europeu. Hoje, a empresa paranaense é referência no setor de alimentos saudáveis, atuando no mercado nacional e na América Latina.

Refrescos Bandeirantes premia três Cooperativas de Reciclagem, do Tocantins

16/01/2018 – 09:13 Por: Astero Motta

A Refrescos Bandeirantes Coca-Cola realizou entre os dias 09 a 11 de janeiro de 2018, a premiação para as cooperativas de reciclagem, Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Gurupi/TO “ACMG”, em Gurupi -TO, Associação de Catadores de Materiais Recicláveis da Região Centro-Norte de Palmas “Ascampa” e a Cooperativa de Produção de Recicláveis do Tocantins Ltda “Cooperan”, em Palmas-TO, por terem atingido suas metas de recolhimento de PET (tereftalato polietileno) durante o ano.

Como prêmio, as cooperativas receberam uma Balança Digital com capacidade de 300kg e seis Pneus: 215/75 R17.5 / Delivery  8.160 e 750/16 / F 4.000. Parte das cooperativas que alcançam suas metas de recolhimento de PET, são premiadas com o valor de até R$ 2.000,00, que são revertidos em equipamentos escolhidos pelas cooperativas.

Atualmente, a companhia apoia 26 cooperativas e cinco empresas de reciclagem em Goiás e no Tocantins através do Projeto Coletivo Reciclagem, contribuindo para a preservação do meio ambiente, minimizando os impactos ambientais provocados pelo acúmulo dos resíduos e embalagens não retornáveis.

A parceria com as Cooperativas ACMG e Ascampa começaram em 2012; já com a cooperativa Cooperan começou em 2010, com o objetivo de estabelecer a inclusão social dos cooperados e contribuir para o Programa da Coleta Seletiva da cidade.

Sobre a Refrescos Bandeirantes

A Refrescos Bandeirantes/Coca-Cola é uma empresa do segmento de bebidas do Grupo José Alves que atua nos setores de Bebidas para os estados de Goiás e Tocantins há mais de 27 anos. Criada em 1987, emprega mais de 2.900 colaboradores diretos e 5.200 colaboradores indiretos. A empresa possui um centro produtor situado no município de Trindade, em Goiás, com dez centros de distribuição em cidades polos em Goiás e no Tocantins. Atende diretamente 254 cidades e mais de 30.000 pontos de vendas.

Produz, distribui e vende de forma exclusiva os refrigerantes da Coca-Cola Brasil em sua área de atendimento, e ainda faz a distribuição e venda exclusiva das bebidas da Cervejaria Heineken. Sucos, chás, energéticos e isotônicos da Leão Alimentos e Bebidas, além da linha de águas minerais Crystal Lia e Energético Monster.

Como a sustentabilidade está no DNA da empresa, ela investe fortemente em projetos socioambientais, como o Projeto Coletivo, cujo objetivo é construir junto às comunidades carentes do país, um projeto de melhoria de vida através da capacitação de jovens das classes CDE para o mercado de trabalho, Programa Coletivo Reciclagem, apoio às cooperativas de reciclagem e as escolas com o incentivo a reciclagem de embalagens PET. A previsão para 2020 é que 100% das embalagens inseridas no mercado sejam recolhidas (Coletivo Reciclagem), contribuindo para a preservação do meio ambiente, minimizando os impactos ambientais provocados pelo acúmulo dos resíduos e embalagens não retornáveis.

Cospacks de RUFFLES® chegam às prateleiras com promoção “Sua Liga da Justiça Ruffles” e levam consumidores para Orlando e Los Angeles

Embalagens exclusivas dos super-heróis da DC exibidas na Comic Con Experience 2017 chegam às gôndolas em todo o Brasil;

Promoção reforça posicionamento da marca e convida turmas de amigos a celebrarem seus superpoderes e concorrerem a viagens para Orlando e Los Angeles;

Para lançar as novidades, RUFFLES®  vai aparecer novamente na tela da TV nos capítulos de “Malhação – Viva a Diferença”

O que a Mulher Maravilha, o Batman, o Superman, o Flash, o Aquaman e o Ciborgue têm em comum? Todos eles são super-heróis e, juntos, formam a Liga da Justiça, um dos maiores sucessos da DC Comics nos quadrinhos e no cinema. E, agora, todos eles têm uma embalagem especial de RUFFLES® . Depois do enorme sucesso na CCXP17, a marca lança, em todo o país, os cospacks dos personagens, junto com a promoção “Sua Liga da Justiça”, criada pela agência AlmapBBDO, que vai sortear uma viagem para Orlando e outra para Los Angeles, nos EUA.

Para concorrer, basta cadastrar o código promocional presente em todas as embalagens da marca via SMS para o telefone 27313 ou no site www.promocaoruffles.com.br/. Serão dois ganhadores sorteados para viajar com sua liga de mais cinco acompanhantes. Quem participar também terá a chance de ganhar prêmios instantâneos, como: gadgets Google Chromecast, óculos VR, skates, pulseiras e mini drones.

Anna Carolina Teixeira, diretora de Marketing de RUFFLES® , conta que a promoção e o lançamento dos cospacks no mercado reforçam ainda mais o novo posicionamento da marca, “Todo Mundo no Mesmo Pacote”, lançado no ano passado. “Com estas novidades, queremos promover a inclusão de todos os jovens, de todas as tribos, valorizando os superpoderes que todas as pessoas comuns têm e que, combinados com os amigos, os tornam invencíveis”, explica.

Sobre as embalagens, ela conta que RUFFLES®  atendeu aos apelos dos consumidores de todo o país. “Recebemos muitos pedidos para disponibilizar os cospacks depois da CCXP17 e decidimos continuar conectados ao universo da cultura pop egeek levando os cospacks para todo o Brasil”, acredita a diretora. A marca vai novamente aparecer nos capítulos de “Malhação – Viva a Diferença”, assim como aconteceu no seu último lançamento, o game AmiGO, que tinha como objetivo unir a galera em qualquer lugar.

A promoção “Sua Liga da Justiça” vai de 15 de janeiro a 11 de março – o sorteio do prêmio principal acontece via Loteria Federal no dia 14 de março. Os nomes dos ganhadores da viagem serão anunciados no site www.promocaoruffles.com.br/.

Participação de 15/01/2018 até 11/03/2018. Consulte o regulamento completo no site www.promocaoruffles.com.br/. Certificados de Autorizações Caixa nº 4-6457/2017 e 5-6458/2017. Guarde todas as embalagens que cadastrar.

Sobre PepsiCo:

Os produtos da PepsiCo são apreciados pelos consumidores mais de um bilhão de vezes por dia em mais de 200 países e territórios ao redor do mundo. A PepsiCo teve receita líquida de mais de US$ 63 bilhões em 2016, impulsionada por um portfólio complementar de alimentos e bebidas, que inclui as marcas FRITO – LAY® , GATORADE® , PEPSI-COLA® , QUAKER®  e TROPICANA® . O portfolio de produtos PepsiCo inclui uma variedade de alimentos e bebidas, incluindo 22 marcas que geram mais de US$ 1 bilhão cada em vendas estimadas anualmente no varejo. 

No Brasil desde 1953, a PepsiCo é uma das principais empresas de alimentos e bebidas do país e atua no mercado por meio de marcas preferidas e reconhecidas como QUAKER®  (cereais, barras de cereais e biscoitos), TODDY®  (achocolatado em pó, achocolatado pronto para beber e biscoitos), MÁGICO® (achocolatado em pó), TODDYNHO®  (achocolatado pronto para beber),ELMA CHIPS®  (pipoca, amendoins, snacks a base de trigo) , LUCKY® , TORCIDA® , RUFFLES® , DORITOS® , CHEETOS® , FANDANGOS® e FOFURA® (snacks), EQLIBRI e  MABEL®  (biscoitos), GATORADE®  (bebidas esportivas), LIPTON® Ice Tea(chá pronto, em parceria com a Unilever), KERO COCO®  e TROP COCO®  (água de coco), H2OH!® , MOUNTAIN DEW®  e PEPSI-COLA®  (bebidas com gás), e DRINKFINITY®  (sistema de bebidas portátil e pessoal).

A companhia conta com 15 plantas e cerca de 100 filiais de vendas localizadas em todo território brasileiro e com o talento de mais de 13 mil funcionários. Desde 1997, a empresa mantém estreita parceria com a Ambev – Companhia de Bebidas das Américas – para a produção, comercialização e distribuição de PEPSI® , H2OH!® , GATORADE® , LIPTON®  Ice Tea e MOUNTAIN DEW® , aos mais de um milhão de pontos de venda pelo país.

No coração da PepsiCo está a visão de Performance com Propósito – a nossa crença fundamental de que o sucesso da empresa está indissoluvelmente ligado à sustentabilidade do mundo ao seu redor. Acreditamos que melhorar continuamente os produtos que vendemos, operando de forma responsável para proteger o nosso planeta e empoderar as pessoas em todo o mundo, é o que permite à PepsiCo ser uma empresa global de sucesso, que cria valor a longo prazo para a sociedade e para seus acionistas. Para mais informações, visite www.pepsico.com.

Sobre a Warner Bros. Consumer Products

A Warner Bros. Consumer Products, do grupo Warner Bros. Entertainment Company, é uma das empresas líderes no segmento de licenciamento em todo o mundo. No Brasil, a empresa licencia personagens de desenhos animados, séries de TV e filmes de cinema para diversos segmentos, como roupas, calçados, acessórios, brinquedos, publicações, papelaria, alimentos e bebidas, higiene pessoal, artigos para cama, mesa e banho, utilidades domésticas, promoções, entretenimento (teatro etc.) e clip licensing (licenciamento para campanhas publicitárias).
Sobre a DC Entertainment DC Entertainment, casa das icônicas marcas da DC Comics (Superman, Batman, Mulher-Maravilha, The Flash, Ciborgue, Aquaman), Vertigo (Sandman, Fables) e MAD, é a divisão criativa responsável por integrar estrategicamente seu conteúdo através da Warner Bros. Entertainment e Time Warner. A DC Entertainment trabalha em conjunto com muitas outras divisões chaves da Warner Bros. para difundir suas histórias e personagens em todas as mídias, incluindo, mas não limitado a cinema, televisão, produtos Licenciados, home entertainment e jogos interativos. A publicação de milhares de histórias em quadrinhos e revistas a cada ano fazem da DC Entertainment umas das maiores editoras de quadrinhos da língua inglesa do mundo. Batman, Superman, Mulher-Maravilha e todos os personagens e elementos relacionados © & DC Comics.

Fonte: In Press

Forno de Minas conquista recertificação BRC e consolida confiabilidade de seus produtos no exterior

Da redação
16-Jan-2018
Líder na comercialização de pães de queijo no Brasil, a Forno de Minas deu um importante passo em 2016 para viabilizar o processo de internacionalização desse produto. A empresa mineira conquistou a certificação BRC (Bristish Retail Consortium) – Norma Global de Segurança de Alimentos, com maior índice de aprovação (AA), para as linhas de pães de queijo (crus e assados) e waffles. A certificação usada por empresas de mais de 120 países, atesta a competência de todo o sistema produtivo, no que diz respeito à segurança de alimentos.

Um ano depois e já presente em 14 países, a empresa passou por uma nova auditoria, que atestou a excelência da Forno de Minas no seu processo de produção, avaliando novamente com a nota máxima todas as 256 cláusulas que precisam ser atendidas para garantir a manutenção da certificação. “No primeiro ano houve um grande investimento por parte da empresa para conquistar a certificação. Adotamos uma série de padrões que foram absorvidos na rotina de cada área e que já eram de conhecimento da certificadora/ auditores na ocasião dessa segunda auditoria. Isso faz com que a avaliação seja ainda mais rigorosa, pois os procedimentos padrões já foram identificados e a auditoria pode ser mais detalhada”, explica Danielle Mendonça, Gerente de Qualidade, P&D e Meio Ambiente da Forno de Minas.

A norma BRC eleva a Forno de Minas ao patamar das companhias que possuem certificados internacionais de qualidade, responsabilidade e segurança de alimentos. Anteriormente, a indústria já havia conquistado as certificações Gluten-Free – principal certificação do mercado sem glúten, reconhecida em 27 países –; e Halal – certificação responsável por atestar que a produção está de acordo com as orientações da lei islâmica – e certificado FDA – regulamentação de alimentos, bebidas e suplementos destinados ao consumo nos Estados Unidos.

Atividades da Fiocruz em Ribeirão podem começar no segundo semestre de 2018

Contrato de instalação de uma unidade da fundação na cidade foi assinado nesta terça-feira, 16

Leonardo Santos 16 Jan 2018 15h43

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) espera que no segundo semestre de 2018 já esteja em funcionamento a unidade que será instalada em Ribeirão Preto. O anúncio foi feito nesta terça-feira, 16, com a assinatura da liberação dos recursos para a construção da primeira etapa da plataforma de medicina translacional. O acordo foi assinado pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB), no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo.

A unidade da Fiocruz na cidade ficará instalada junto à Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, em um prédio de 800 metros quadrados cedidos pela instituição, local em que já está ocorrendo a reforma também custeada pela faculdade.

Na unidade ribeirãopretanana, será trabalhado um equipamento para o diagnóstico rápido para os quatro tipos de dengue, além da zika e chikungunya, com tecnologia desenvolvida pela própria Fiocruz e produção de uma empresa alemã. O equipamento poderá estar disponível em laboratórios e consultórios médicos e resultado ficará pronto em até 40 minutos.

Em Ribeirão Preto será feita a embalagem desse chip de diagnóstico, além do controle de qualidade dentro das instalações já disponíveis. No entanto, existe a possibilidade de o material ser produzido na cidade, com a instalação de uma planta produtiva. A prefeitura estuda uma área para construí-la. Essa planta tem o investimento estimado em R$ 50 milhões, sendo que R$ 18 milhões serão investidos na primeira fase do processo.

Disponível orientação sobre nomes de medicamentos

Objetivo é prevenir nomes que possam gerar confusão e troca de medicamentos. Orientação de Serviço detalha resolução sobre nomes.

Por: Ascom/Anvisa
Publicado: 16/01/2018 00:30
Última Modificação: 16/01/2018 00:44

Como evitar que medicamentos com nomes e pronúncias semelhantes possam provocar trocas indevidas de medicamentos? A Anvisa publicou a Orientação de Serviço 43/2017 que detalha aspectos na RDC 59/2014 que trata deste tema.

O assunto foi discutido pela Anvisa durante o ano de 2017 e levou à identificação da necessidade de uma metodologia mais adequada para avaliação do nome comercial escolhido pela empresa.

A Orientação de Serviços traz detalhamentos para melhorar a análise técnica feita pela Anvisa e reduzir o risco nestes casos. O documento é uma referência de apoio técnico ao trabalho das áreas relacionadas da Gerência-Geral de Medicamentos e Produtos Biológicos.

No Brasil, os medicamentos podem utilizar o próprio nome do princípio ativo, caso do genéricos, ou nomes comerciais, caso dos produtos similares e de referência.
Erros de medicação

A Lei 6.360/1976 já determinava, em seu art 5º, que os medicamentos não podem ter nomes, designações, rótulos ou embalagens que induzam ao erro. Em 2014, a Anvisa fez uma atualização sobre o tema e publicou a resolução RDC 59/2014, que trata sobre os nomes dos medicamentos, seus complementos e a formação de famílias de medicamentos.

A identificação clara e sem margem de dúvida do nome do medicamento é fundamental para que o uso seja feito de forma correta e com segurança para o paciente. Esse é um fator essencial para reduzir e prevenir erros de medicação, especialmente as trocas.

Nomes semelhantes podem gerar erros também na hora da prescrição, preparação, dispensação e administração ao paciente.

Assim, a proposição do nome de um medicamento pela empresa e a avaliação da Anvisa devem considerar os diversos aspectos envolvidos no uso do produto. Nesta avaliação devem ser consideradas as características do medicamento, a grafia do nome e a pronúncia que podem levar à confusão de identificação entre dois medicamentos diferentes, mas com nomes parecidos.
Referências sobre nomes de medicamentos

A elaboração da Orientação de Serviço foi baseada em uma série de referências. Conheça todas:
Recomendações da Organização Mundial De Saúde (OMS), (Look-alike, sound-alike medication names. Patient safety solutions, volume 1, solution 1. Genebra: 2007), que expõe que existência de nomes de medicamentos que levam à confusão é uma das mais comuns causas de erros de medicação e constitui-se em uma preocupação em todo o mundo. Recomendações da Agência reguladora canadense (Health Canada), que dispõe sobre a revisão de nomes de marca (Review of Drug Brand Names: Ottawa, 2014), que estabelecem boas práticas de rotulagem e embalagem de medicamentos prescritos (Good Label and Package Practices Guide for Prescription Drugs: Ottawa, 2016, e que definem diretrizes para rotulagem de medicamentos de uso humano (Labelling of Pharmaceutical Drugs for Human Use: Ottawa, 2016). Recomendações da Agência reguladora britânica (Medicines and Healthcare products Regulatory Agency – MHRA), que trata de boas práticas de rotulagem e embalagem de medicamentos (Best practice guidance on the labelling and packaging of medicines: London, 2015). Recomendações da Agência Australiana (Therapeutic Goods Administration – TGA), que trata da rotulagem e embalagem de medicamentos da TGA (TGA Medicine Labelling and Packaging Review: Symonston, 2012). Recomendações da Agencia reguladora americana (Food And Drug Administration – FDA) descrita no projeto de revisão de nomes proprietários (Proprietary name review: USA, 2016) e no guia que dispõe sobre as diretrizes para requerimento completo para avaliação de nomes (Contents of a Complete Submission for the Evaluation of Proprietary Names: USA, 2016). Recomendações da Agência reguladora europeia (European Medicines Agency – EMA), no Guia que dispõe sobre a aceitabilidade de nomes par medicamentos de uso humano registrados por procedimento centralizado (Guideline on the acceptability of names for human medicinal products processed through the centralized procedure. London: EMA, 2014).
Acesse a Orientação de Serviço 43/2017.

Empresas devem atualizar código de barras para SAMMED

Códigos não podem ser incluídos em duplicidade para mais de uma apresentação de medicamento. Sistema já está disponível para que empresas façam atualização.

Por: Ascom/Anvisa
Publicado: 16/01/2018 00:05
Última Modificação: 16/01/2018 00:10

O Sistema de Acompanhamento de Mercado de Medicamentos (Sammed) já está atualizado para que as empresas de medicamentos possam incluir os códigos de barras dos seus produtos.

De acordo com o Comunicado 18/2017/SCMED, as empresas devem incluir no Sammed os códigos de barras (EAN) da cada apresentação de medicamento. O Comunicado estabelece ainda que não será permitido a utilização de um código de barras EAN vinculado a mais de uma apresentação de medicamento.

O sistema Sammed já está atualizado para atender a demanda de incluir até três códigos por apresentação. Para isto, basta acessar o sistema Sammed, identificar a apresentação no menu monitoramento e incluir ou excluir o EAN.

A existência de códigos em duplicidade para mais de um produto dificultava a identificação de informações de comercialização e trazia problemas para as receitas estaduais no cálculo dos tributos estaduais de medicamentos.

Ampliada validade de registro de produtos para saúde

Prazo para a renovação de registros dos produtos para saúde passa de cinco para 10 anos. Resolução deverá ser publicada no Diário Oficial nos próximos dias.

Publicado: 16/01/2018 17:53
Última Modificação: 16/01/2018 18:01

A Diretoria Colegiada da Anvisa aprovou, nesta terça-feira (16/1), uma norma que amplia o prazo de validade de registro de produtos para saúde de cinco para 10 anos. Regulamento deverá ser publicado no Diário Oficial da União nos próximos dias.

O aumento no prazo de validade se tornou possível após a publicação da Lei nº 13.097/2015. O texto alterou a Lei nº 6.360/1976, permitindo que o prazo para a renovação de registros dos produtos regulados pela Anvisa seja de até 10 anos, considerando a natureza e o risco sanitário envolvido em sua utilização.

O diretor relator da proposta, Renato Alencar Porto, destacou em seu voto que a nova norma reflete o amadurecimento do modelo regulatório de dispositivos médicos, que permite ampliar o prazo de validade de seu registro sem comprometer o controle do risco sanitário, uma vez que se mantém preservadas todas as atividades de fiscalização e monitoramento destes produtos no mercado nacional.

A partir da publicação da norma, os produtos já registrados na Agência terão o seu prazo de validade ampliado automaticamente. Já as petições de revalidação protocoladas até a data de publicação da nova norma e pendentes de análise serão encerradas.

Saiba como fugir das fraudes dos remédios falsificados

On 16 Janeiro, 2018

Organização Mundial da Saúde conclui que 10% dos medicamentos vendidos nos países em desenvolvimento são falsos. Mas há como escapar desse baita perigo

Remédios falsificados ou contrabandeados são um assunto sério. Sem os devidos processos que garantem segurança e efetividade, eles podem ameaçar a vida de pessoas que vão às farmácias justamente para se recuperar de uma doença. Daí porque chama a atenção um levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS) publicado no final de 2017.

Segundo a instituição, de todos os medicamentos consumidos em países em desenvolvimento, cerca de 10% são falsos. É muita coisa!

Pedro Ivo Sebba Ramalho, diretor adjunto da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), ressalta que esse tipo de produto é considerado cada vez mais raro no mercado brasileiro. “Não é possível garantir que os casos reais estejam diminuindo, mas notamos uma queda nos números de lotes recolhidos”, enfatiza. “Em 2017, por exemplo, foram registrados seis episódios”.

Apesar disso, os números encontrados pela OMS seguem alarmantes. E reforçam a necessidade de termos atenção na hora de adquirir um medicamento – até para reportar eventuais irregularidades à Anvisa.

Aqui vão alguns pontos destacados por Ramalho, da Anvisa, e por Adriano Heleno Ribeiro, farmacêutico da rede de farmácias Extrafarma:

Onde comprar: opte sempre por drogarias regulares – e, de preferência, visite a loja física. É preciso tomar muito, mas muito cuidado com a compra de medicamentos na internet. Se quiser recorrer ao mundo virtual, verifique se o domínio do site é brasileiro, ou se o portal é de uma farmácia de fato.

Na drogaria: tenha certeza de que há um alvará sanitário, ou seja, de que o estabelecimento está regularizado pela Anvisa e pela vigilância sanitária local. Também é importante checar se existe um farmacêutico responsável presente. É obrigatório que um profissional desses esteja nas lojas durante todo o horário de funcionamento para oferecer orientações sobre os remédios. Outro detalhe superimportante é sempre pedir a nota fiscal.
Com o produto em mãos: A imagem abaixo, cedida pela Extrafarma, dá uma boa ideia do que observar na embalagem.

Divergências entre os prazos de validade presentes na embalagem e na cartela de comprimidos também sugerem irregularidades. Já as raspadinhas das caixas (estão na imagem) até ajudam, mas, de acordo com Ramalho, são consideradas ultrapassadas, podendo ser forjadas.
Além disso, é legal reparar se o produto está lacrado e se as informações na embalagem vêm escritas em língua portuguesa. Percebeu erros de ortografia na caixinha? Péssimo sinal!

Poréns sobre a pesquisa da OMS

A Anvisa traçou ponderações sobre o levantamento da Organização Mundial da Saúde. Segundo Ramalho, aqueles 10% de remédios falsificados vêm de uma média de 88 países – mas o fato é que houveram diferenças grandes nos números entre uma nação e outra. Ou seja, regiões com altas taxas de fraude teriam abalado a reputação de outras menos problemáticas.

Além disso, ele traz à tona o fato de a Anvisa estar atualmente preparando uma tecnologia nova para 2018 que substitui, de certa forma, as tais raspadinhas. É um sistema de rastreabilidade para os medicamentos que não chegou nem mesmo nos Estados Unidos e que só está presente atualmente na Argentina e na Turquia.

“Ele permite a transmissão de dados entre todos os agentes formais da cadeia farmacêutica”, explica Ramalho. “Futuramente, é possível que a gente disponibilize as informações para que alguém possa desenvolver um aplicativo ao consumidor. Mas, inicialmente, é só para a fiscalização da Anvisa”.

Fonte: WSCOM

Uso medicinal da maconha

Programa discute o tema na quarta-feira (17), ao vivo, a partir das 13 horas

A utilização de óleo à base de canabidiol tem ajudado pacientes que sofrem de convulsões a controlarem a enfermidade, mas as dificuldades em obter substâncias da maconha para fins medicinais no país impedem os avanços científicos.

A Anvisa registrou, no ano passado, o primeiro medicamento do país a base de canabidiol, o Mevatyl. Além disso, desde 2014, a Agência autoriza a importação deste medicamento por aqueles que possuem indicação médica.

Convidados

– Ernane Maciel, neurologista e professor da Faculdade de Medicina da Escola Superior de Ciências da Saúde;
– Renan Rego, pai de adolescente tratada com THC, princípio ativo da maconha.

Perguntas, críticas e sugestões: 0800 619 619, e-mail participacaopopular@camara.leg.br, Twitter @participacaopop e WhatsApp (61) 99620-2573.

Siga-nos também no YouTube e me outras redes sociais:

http://www.facebook.com/camaradeputados
http://www.twitter.com/camaradeputados

Apresentação – Fabricio Rocha

Governo antecipa uso de vacina fracionada contra a febre amarela em São Paulo

16/01/2018 12h57 Fernanda Cruz – Repórter da Agência Brasil

O governo do estado de São Paulo antecipou para o próximo dia 29 o início do uso de vacinas fracionadas – dose com um quinto da quantidade padrão – contra a febre amarela. A campanha com doses fracionadas estava prevista para começar no dia 3 de fevereiro.

O governador Geraldo Alckmin anunciou também o aumento da meta de pessoas a serem imunizadas, de 6,3 milhões para 7 milhões, com maior atenção às áreas prioritárias, onde as pessoas estão mais susceptíveis à febre amarela silvestre. Segundo o governador, um milhão de doses extras serão enviadas pelo Ministério da Saúde para atender ao estado.

Quem recebe a vacina com a dose padrão fica imunizado a vida inteira contra a febre amarela. Desde setembro do ano passado, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de São Paulo vem aplicando esse formato de vacina.

A vacina fracionada, que será oferecida a partir do dia 29, terá validade mínima de oito anos. Para receber a imunização, basta apresentar um documento de identidade com foto e a carteira de vacinação nas Unidades Básicas de Saúde e locais de vacinação.

O último balanço da Secretaria de Estado da Saúde, divulgado sexta-feira (12), indica 40 casos confirmados e 21 mortes em decorrência da doença desde janeiro de 2017.

Edição: Fernando Fraga

Takeda é reconhecida como a farmacêutica mais amada do Brasil

Terça, 16 Janeiro 2018 14:14 Escrito por Debora Paris
Em 2º lugar no ranking das 50 grandes empresas mais amadas pelos seus funcionários no Brasil pelo Love Mondays, Takeda tem suas práticas organizacionais como destaque

A Takeda Farmacêutica, que conta com presença no Brasil por mais de 60 anos, foi reconhecida como a farmacêutica mais amada por seus funcionários, de acordo com ranking realizado pela plataforma Love Mondays. Dentro da categoria ‘50 grandes empresas mais amadas pelos seus funcionários no Brasil’, a companhia está em segundo lugar com índice de satisfação geral de 4,51 em uma escala que vai até 5. Anualmente, o portal realiza um ranking com as organizações de todo o país que possuem alguma avaliação na plataforma. O resultado se dá de acordo com a avaliação dos colaboradores que publicam resenhas anônimas e de maneira espontânea no próprio site.

Renata Campos, presidente da Takeda Brasil e Área Head LATAM, afirma que “ser reconhecida pela 3º vez consecutiva como uma das empresas mais amadas do Brasil é resultado de nossas práticas internas e esforços diários em empoderar nossos colaboradores como agentes de mudança na sociedade, com uma base de valores sólida, prioridades claras e o compromisso de colocar foco em nossos pacientes acima de qualquer decisão do negócio. Esse reconhecimento reflete que o caminho que estamos seguindo como companhia está na direção certa”.

A colocação da empresa entre as TOP3 é o reflexo do efetivo trabalho que a organização vem realizando com foco no cuidado e bem-estar de seu público interno. Além dos programas de desenvolvimento profissional como mentoring e quality conversation, a Takeda busca sempre ouvir seus funcionários. “Prezar pelo clima da companhia e criar um canal aberto e de mão dupla com todos os colaboradores da empresa nos faz compreender as necessidades do nosso público e buscar soluções que proporcionem um ambiente de trabalho leve, descontraído e com maior eficiência”, afirma Veronika Falconer, Diretora de RH, Administração e Comunicação.

“Ações como day off de aniversário dos filhos*, assessoria de corrida, horário flexível, oportunidades de job rotation internacional, entre outros benefícios, saíram de conversas entre líderes e liderados e opiniões expostas em canais de comunicação. Essas ideias foram apesentadas para o RH e Comitê Executivo da empresa que estudou a possibilidade de execução”, complementa Veronika.

Cada prática que a Takeda tem hoje é uma conquista do trabalho de cada individuo da companhia, para a presidente “mais do que um dever, é um grande prazer para nós cuidar e desenvolver nossos colaboradores, inspirar e proporcionar uma experiência de trabalho única. Assim, podemos juntos oferecer uma saúde melhor e um futuro mais brilhante para nossos pacientes por meio da liderança em inovação de medicamentos”.

O perfil da Takeda no website da Love Mondays conta atualmente com 227 avaliações e, entre os pontos elogiados pelos colaboradores na plataforma estão a evolução das pessoas e dos processos, os valores realmente colocados em prática no dia a dia, as oportunidades de aprendizado que formam o ambiente leve, interativo e respeitoso e a abertura da companhia para novas ideias e projetos. Além dessas informações, a Love Mondays também divulga vagas disponíveis na empresa e faixa salarial dos cargos contemplados.

*Aplicável para mães e pais de crianças de até 12 anos

Sobre a Takeda Farmacêutica

Sediada em Osaka, Japão, a Takeda é uma companhia farmacêutica global que investe em pesquisa e inovação para comercializar mais de 700 produtos em 70 países, sendo especialmente forte na Ásia, América do Norte, Europa e Mercados Emergentes, incluindo América Latina, Rússia-CIS e China. Fundada há mais de 230 anos, é hoje uma das 15 maiores farmacêuticas do mundo e a número 1 no Japão, graças ao esforço contínuo de seus 31.000 colaboradores em lutar pela melhoria da saúde e um futuro mais brilhante das pessoas em todo o mundo, por meio da liderança na inovação de medicamentos. Com a integração da Millennium Pharmaceuticals e da Nycomed, a Takeda vem se transformando, aumentando sua expertise terapêutica e alcance geográfico.

A Takeda está entre as 10 principais farmacêuticas do Brasil e tem duas fábricas instaladas em território nacional – Jaguariúna (SP) e São Jerônimo (RS) –, contando com quase 2.000 colaboradores. A área de MIPs (medicamentos isentos de prescrição) possui medicamentos que são líderes no mercado e representam 48% do faturamento da companhia, que tem no portfólio produtos para dor de cabeça, problemas digestivos, antibactericida e tratamento dos sintomas da gripe4. Na área de prescrição médica, as principais especialidades atendidas pela Takeda são: gastroenterologia, cardiometabólica e imunologia, além da oncologia, lançada em 2015.

A afiliada no Brasil adquiriu em julho de 2012 o laboratório nacional Multilab – com portfólio focado em MIPs, genéricos e genéricos de marca – com o objetivo de diversificar a carteira de produtos da companhia e aproximar-se ainda mais da nova classe média.

1. IMS Health do Brasil Classe N02b – MAT Mai/16

2. IMS Health do Brasil – MAT Mai/16

3. IMS Health do Brasil Classes D06A0; D08A0 e D04A0 – MAT Mai/16

4. IMS Health do Brasil Classe R05A0- MAT Mai/16

Boehringer Ingelheim fecha parcerias para desenvolvimento de novos medicamentos para câncer e doenças do fígado

Segunda, 15 Janeiro 2018 16:32 Escrito por Bruno Nogueira
A Boehringer Ingelheim anuncia parcerias estratégicas na área de pesquisa e desenvolvimento para terapias inovadoras para o tratamento do câncer e de doenças crônicas do fígado. Os acordos de colaboração foram fechados com duas entidades norte-americanas – no caso da oncologia, a parceria é com o Instituto de Pesquisa Sarah Cannon, líder global em pesquisas clínicas; já nas doenças do fígado, o parceiro é a farmacêutica Dicerna.

Inicialmente, o acordo com a Dicerna (www.dicerna.com) focará na esteatose hepática não alcoólica (NASH), uma doença crônica do fígado para a qual ainda não existe opção de tratamento aprovada – a NASH é causada pelo acúmulo de gordura no fígado, com potencial para o desenvolvimento de cirrose e fibrose no órgão. A doença, que geralmente demanda transplante do órgão, tem uma prevalência especialmente alta entre obesos e diabéticos e é esperado que se torne em breve a causa mais comum de distúrbios avançados no fígado. Segundo a Sociedade Brasileira de Hepatologia (SBH), estima-se que entre 20 e 30% da população mundial têm a esteatose hepática1.

Líder no desenvolvimento de terapêuticos com RNA de interferência (RNAi), a Dicerna entra na parceria com sua plataforma tecnológica GalXC, que utiliza o RNAi para silenciar os genes causadores de doenças no fígado. Essa abordagem traz oportunidades para o pipeline de metabólicos da Boehringer.

“Na Boehringer Ingelheim, nossa equipe de pesquisa trabalha diligentemente para descobrir novas e efetivas terapias para a NASH e outras doenças crônicas do fígado, que é uma área prioritária para nós”, disse Clive Wood, Vice-Presidente Global de P&D da Boehringer. “Essa parceria complementa nossos trabalhos de pesquisa e nossa expertise já existentes e oferece vantagens distintas no desenvolvimento de novas e animadoras opções de terapia”, acrescentou Wood.

Tratamentos inovadores para o câncer

Também foi acordada no último mês a expansão da parceria entre a Boehringer Ingelheim e o Instituto de Pesquisa Sarah Cannon (www.sarahcannon.com) para propiciar tratamentos inovadores para pacientes de câncer por meio do desenvolvimento de modernas terapias imuno-oncológicas. Com a extensão do acordo, serão combinadas a pesquisa oncológica da farmacêutica com a expertise no planejamento e recrutamento de testes clínicos do instituto para avaliar um novo e potente mimético de SMAC, seja sozinho ou em potencial parceria com a terapia direcionada PD-1 para tratamento do câncer.

Miméticos de SMAC são uma nova classe de pequenas moléculas direcionadas, que desencadeiam a morte de células tumorais e a ativação do sistema imunológico, podendo melhorar a atividade de imunoterapias no tratamento do câncer. Por meio desta colaboração, o novo tratamento será objeto de estudo em um ensaio clínico de fase 1 sozinho e em combinação com a formulação anti-PD-1 em pacientes com tumores sólidos em metástase avançada.

“A imunoterapia tem evoluído para revolucionar o tratamento do câncer. Acompanhando esse processo, nós estamos expandindo significativamente nossos esforços nesta área, incluindo um amplo programa de pesquisa com foco no desenvolvimento de novas combinações racionais”, disse Me*** Shahidi, Diretor Médico Global de Oncologia da Boehringer Ingelheim. “Como parte desses esforços em andamento para transformar a vida dos pacientes de câncer, estamos extremamente orgulhosos por estar entre as primeiras companhias a trazer esta inovadora terapia combinante entre um inibidor do ponto de controle e um tratamento de molécula pequena direcionada para o estágio clínico de desenvolvimento”, acrescentou Shahidi.

Dados pré-clínicos, apresentados este ano no Encontro Anual da Associação Americana para Pesquisa do Câncer e na Conferência Keystone Symposia de Biologia Molecular e Celular, ambas realizadas nos EUA, sugerem que a nova droga é uma promissora parceira para combinação com inibidores de ponto de controle e, quando utilizados juntos, podem propiciar uma nova abordagem para a terapia do câncer.

Sobre a Boehringer Ingelheim

A Boehringer Ingelheim é uma das 20 principais farmacêuticas do mundo e possui cerca de 50.000 funcionários globalmente. Atua há mais de 130 anos para trazer soluções inovadoras em suas três áreas de negócios: saúde humana, saúde animal e fabricação de biofármacos. Em 2016, obteve vendas líquidas de cerca de € 15.9 bilhões e os investimentos em pesquisa e desenvolvimento corresponderam a 19,6% do faturamento líquido (mais de € 3 bilhões). No Brasil há mais de 60 anos, a Boehringer Ingelheim possui escritórios em São Paulo e Campinas, e fábricas em Itapecerica da Serra e Paulínia. A empresa recebeu, em 2017, a certificação Top Employers, que a elege como uma das melhores empregadoras do país por seu diferencial nas iniciativas de recursos humanos. Para mais informações, visite www.boehringer-ingelheim.com.br e www.facebook.com/BoehringerIngelheimBrasil

Primeira Dicol do ano discute registro de produtos

Colegiada contará com a presença de nova diretora. Ampliação do prazo de de validade do registro de produtos está na pauta. Publicado:

15/01/2018 14:44
Última Modificação: 15/01/2018 17:45

A ampliação do prazo de validade de registro de produtos para saúde está na pauta da primeira reunião pública da Diretoria Colegiada da Anvisa em 2018. Esta é uma proposta de resolução que faz parte das adequações que a Anvisa está fazendo nas suas normas para que a duração do registro seja compatível com as características de cada produto e sua avaliação de risco.

Também estão na pauta duas iniciativas regulatórias, uma que trata dos requisitos técnicos para cosméticos e outra sobre requisitos de desempenho de instrumentos de autoteste para glicose.

Quórum completo

A reunião desta terça (16/1) será a primeira da diretora Alessandra Bastos Soares, nomeada recentemente para a quinta vaga da Diretoria Colegidada, que estava sem titular desde o ano passado.

Confira a pauta da 1ª Reunião Pública da Diretoria Colegidada da Anvisa de 2018.

Acompanhe a reunião, a partir das 10h desta terça-feira (16/1). Acesse: http://datasus.saude.gov.br/emtemporeal (somente pelo Internet Explorer)

Via Skype – https://join-noam.broadcast.skype.com/anvisa.gov.br/
80ed312eb6ab4ebdaeaa792e686b7d6b